domingo, 30 de dezembro de 2012

RETROSPECTIVA 2012



EM 2013, VOCÊ PODERÁ FAZER UM BRASIL MAIS VERDE E INCLUSIVO!
 Vamos trabalhar no presente 
as vantagens de um futuro melhor para cidades e atletas! 

Mentes de Ferro, um movimento socioambiental e esportivo que nasceu em  maio de 2011

Juntos formaremos público MULTIEPSORTIVO, tornaremos o Brasil referência não só no futebol e despertaremos + mentes sustentáveis na comunidade esportiva carioca!
Em 2012, criamos elos entre os valores do esporte - coragem, respeito, amizade, determinação, igualdade, inspiração, alegria - e os da sustentabilidade - visão de longo prazo, uso eficiente dos recursos naturais, desenvolvimento de uma sociedade mais justa e  inclusiva, ética e humana.

+Envolvimento, +participação

VIVÊNCIAS

Campanhas

 produção áudio visual

negócios sociaissustentáveis
selo sócio ambiental MF

integração atletas-comunidades


operação esporte+seguro e sustentável


Uma comunidade esportiva + engajada!

INSTITUTO TRIAÇÃO PROVA QUE O TRIATHLON PODE SER PRATICADO POR TODOS
Igualdade é um dos valores do esporte
No dia 15 de novembro, para fechar o ano  de 2012, comemorativo  de 30 anos de Triathlon no Brasil, o movimento Mentes de Ferro se preparou para um flash mob, uma mobilização a partir das redes sociais, que resultou na arrecadação de roupas, acessórios e equipamentos esportivos, novos e usados, para o Projeto Triação - Esportes e Valores Olímpicos, da tricampeã brasileira e atleta Monike Azevedo. 


Durante as campanhas, organizadas pelo movimento Mentes de Ferro, são realizadas contagens dos itens arrecadados, Este trabalho é importante para dar transparência e credibilidade para que novas ações do tipo continuem a acontecer com cada vez mais freqüência e adesão da comunidade esportiva e sociedade em geral. 


 “TRIATHLON PARA A,B,C,D e E” arrecadou 200 peças esportivas.  que foram entregues  no dia 29/Nov, na Praia de Copacabana, Posto 6 . O Triação atende cerca de 120 crianças do município de Iguaba Grande. Crianças e jovens entre 12 e 18 anos treinam diariamente no projeto contemplado pela Lei de Incentivo ao Esporte (n°11.438/06),

As próximas campanhas dos “mentes de ferro” - como são chamados aqueles que trabalham direta e indiretamente nas ações da organização, fundada há mais de um ano no Rio de Janeiro -  já estão sendo planejadas e o objetivo é: engajar a comunidade esportiva, e a sociedade em geral, no desenvolvimento sustentável e na construção e disseminação da cultura olímpica e paralímpica no Brasil.

As campanhas têm o slogan eu faço 2016 + verde e inclusivo , um convite a quem quer ajudar a construir um verdadeiro legado olímpico com + esporte seguro e sustentável na cidade, e não sabem ainda como fazer. O ano de 2016 é apenas uma referência às próximas Olimpíadas. 


Atualmente, as principais mentoras do Mentes de Ferro são: Andréa Roquette (fotógrafa e triatleta), Carol Kleiman (radialista, advogada e nadadora), Valéria Muniz (Historiadora, Empreendedora, diretora de arte e ex-jogadora de vôlei) e Gabriela Hermes (jornalista, triatleta e fundadora do Mentes de Ferro), elas trabalham para dar escala ao movimento e para isso buscam apoio junto à iniciativa privada, ao governo, organismos internacionais e às pessoas físicas. 


“Acreditamos que antes de sermos um grande país e termos grandes atletas temos que ajudar a formar grandes seres humanos” – este também é um dos lemas dos ”mentes de ferro”.


A cada oportunidade "os mentes de ferro" levam elementos de sustentabilidade aos eventos esportivos que são realizados na Cidade Olímpica, mobilizando a comunidade esportiva, a sociedade em geral e a imprensa em prol de causas socioambientais. A organização também produz conteúdo áudio visual próprio para dar escala ao movimento.


E assim Mentes de Ferro tem se articulado. Foram eles que intermediaram as negociações entre um projeto ambiental inovador, o Ecoboat, e a Federação Estadual de Triathlon do Rio de Janeiro (FETERJ) para que, pela primeira vez na história dos 30 anos do Triathlon no Brasil, acontecesse a coleta do lixo flutuante do mar antes da prova de natação.

 

  O projeto Ecoboat disponibilizou gratuitamente os serviços da embarcação à FETERJ pela primeira vez no dia vinte e seis de agosto, no Rio de Janeiro, durante a segunda etapa estadual da modalidade, no ano de dois mil e doze.  O Ecoboat propõe solução ambiental integrada para os resíduos sólidos flutuantes encontrados em baías, rios e lagoas. O lixo coletado dos espelhos d’água é destinado a receptores licenciados pelos órgãos ambientais. 
 
Depois de intermediar as negociações com o Rio Triathlon foi a vez de o movimento Mentes de Ferro levar o projeto Ecoboat a um evento internacional, a renomada série de triathlon TriStar - realizada em lugares do mundo considerados paradisíacos, como Mônaco, Madri e Cannes. A prova realizada no Aterro do Flamengo teve 800 triatletas inscritos entre profissionais de renome internacional e amadores e personalidades como João Paulo Diniz e o piloto de Fórmula 1 Luca di Grassi.


GABRIELA HERMES
55 21 9923-0461
TWITTER - @MENTES DE FERRO
MENTES DE FERRO NO FACEBOOK (É PRECISO SOLICITAR DO GRUPO)
ANTES DE IMPRIMIR, PENSE QUE TOMAMOS EMPRESTADO DE NOSSOS BISNETOS ESTE PLANETA E NO NOSSO COMPROMISSO EM DEVOLVÊ-LO COMO UM MUNDO MELHOR!

sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

Treinos e provas com causa!


Confissão dos Pecados 2012

“Confissão dos Pecados 2012”  é uma confraternização de fim de ano que reunirá no dia 22/Dez (sábado), a partir das 07h, em frente à Padaria Sec. XX na Rua Pacheco Leão (ponto de largada), cerca de 100 multiatletas, entre ciclistas, praticantes de Triathlon e amantes das atividades ao ar livre na Cidade Maravilhosa, Olímpica e a Marca Registrada do Brasil - Rio de Janeiro. A largada será impreterivelmente as 8:05min.


Eles têm a missão de pedalar até a estátua do Cristo Redentor, e para completar a remissão dos pecados cometidos no ano de 2011, cada participante levará 1,0kg de alimento não perecível.


O Instituto João Alves Affonso (Sociedade Amante da Instrução), que cuida de quase 200 crianças, estará no local com uma Kombi para pegar os donativos das 7:30am as 8:00am. 


A instituição http://www.sociedadeamante.org.br foi sugerida pela Federação de Triathlon do Estado do Rio de Janeiro. A FTERJ sempre doa frutas à instituição ao término das provas do Rio Triathlon.


A “Confissão dos Pecados 2012” aconteceu pela 1º vez em 24/12/2011 quando alguns amigos se uniram para comemorar as vitórias e conquistas do ano de uma forma diferente e super divertida: pedalando até os pés do Cristo Redentor. O trajeto totaliza aproximadamente 21km de subida pelo Parque Nacional da Tijuca.


-  Todos os amantes do triathlon e ciclismo são bem vindos, com qualquer tipo de bike, sejam iniciantes, amadores e/ou profissionais – convida Raphael Pazos,triatleta e empresário.


- Neste ano de 2012 a brincadeira cresceu devido ao sucesso do ano passado e, é claro, devido às redes sociais, através delas conseguimos 5x mais atletas interessados em participar dessa confraternização atlética. Já ultrapassamos o numero de 100 atletas que clicaram em “participar”! falta você – completa.

O Parque Nacional da Tijuca (PQNT) guarda a segunda maior floresta urbana do mundo. Por estar localizada no coração da cidade do Rio de Janeiro, presta serviços ambientais incríveis aos moradores e visitantes. O PQNT possui 3.200 hectares.

Já a floresta urbana no topo do mundo em biodiversidade e tamanho fica no Parque Estadual da Pedra Branca e é 4 vezes maior que a da Tijuca, possui 12.500 hectares.

fica localizada na Zona Oeste do Rio, ali.. perto do Projac, da TV Globo - Confira aqui!


O ponto culminante do município, também esta por lá, é o Pico da Pedra Branca, com 1.025 metros de altitude.Chegar até o topo do município do Rio também costuma ser um desafio para quem curte pedalar, correr e caminhar nas montanhas sem precisar sair da cidade!

  O entendimento sobre o que ocorre nessas montanhas, como influenciam nos recursos hídricos e disponibilidade de água doce, como - por meio das poderosas  raízes das ávores - fazem a proteção mecância das encostas evitando deslizamentos, como regulam o clima, como sequestram o carbono.

O PNUD - programa da ONU para o ambiente - calcula que o valor econômico desses benefícios, seja de dez a 100 vezes maior que o custo de mantê-los, ou seja é mais barato preservar.

Existem ainda os serviços ambientais que não tem preço, como a fruição da beleza, do esporte e lazer, dos locais de silêncio e contemplação! Contemplação? quem tem tempo para isso?

Enquanto se pedala, corre ou caminha por essas montanhas percebem-se momentos únicos e estes momentos devem ser garantidos também às gerações futuras.

A perda dos serviços materiais biodversos se traduz em cifras, trilhões de prejuízo, centenas de milhões de pessoas desalojadas, milhões de mortos. O jornalista André Trigueiro informou recentemente em palestra promovida pelo jornal O Globo que o Pentágono emite relatórios anuais sobre escassez. Onde há escassez há conflitos, guerra.

Já os efeitos intangíveis da perda de biodiversidade, a vida cada vez mais corrida e competitiva se traduz em desumanização de nós mesmos. Por isso, a imporntância de termos momentos com integração homem-natureza e homem-homem devem ser percebidos. Se essas oportunidades se manifestarem em um ambiente de solidariedade, esporte e lazer e consciênncia ecológica, melhor ainda!

Sim, vamos ao PQNT de pedal - dia 22/Dez/012