quarta-feira, 27 de abril de 2016

Falta muito menos pra gente!

Faltam 100 dias para os Jogos Olímpicos acontecerem pela primeira vez no Hemisfério Sul.

Falta muito menos para a gente se reunir de novo e apoiar do nosso jeitinho quem faz o esporte de base acontecer de verdade na Cidade do Rio de Janeiro


"gigante pela própria natureza" nossa cidade é resiliente...

como a natureza! como todo atleta e todo empreendedor!

Então vamos correr!?

Ah, vá separando também garrafas PET, vamos precisar delas! Separe ao menos 20, você receberá um prêmio por isso e a natureza também!

sexta-feira, 1 de abril de 2016

HISTÓRIAS DE CRIANÇAS SÍRIAS

The world is facing the biggest refugee and migrant crisis since World War II

Hoje, a imprensa internacional noticia a morte da irariana Zaha Hadid primeira mulher a receber o premio Pritzker de arquitetura. Mulher e migrante encontrou em Londres um lar onde pôde exercer com excelência a profissão. A britânico-iraquiana tinha 65 anos e estava sendo tratada de bronquite em um hospital em Miami (EUA). Criou o Parque Aquático da Olimpíada de Londres 2012 e seus projetos estão espalhados por países como Alemanha, Hong Kong,  Azerbaijão e inclusive no Brasil.

A morte de Zaha deixa como legado a jornada de sucesso de uma migrante. Segundo a UNICEF, pelo menos 65 milhões de crianças e jovens em todo o mundo estão fugindo de conflitos, da pobreza e das condições climáticas extremas, neste momento. Buscam o que Paloma Escudero, chefe de Comunicação do Unicef, chama de “uma vida mais estável e um lugar para chamar de casa".

O Fundo das Nações Unidas para a Infância – UNICEF – lança campanha contra a maior crise de refugiados e migrantes do mundo, desde a Segunda Guerra Mundial. “Não importa aonde estejam no mundo, quando uma criança refugiada ou migrante chega a seu destino, isto é o início de uma outra jornada, não o fim do caminho".

A Campanha #actofhumanity da @UNICEF envolve o público com mensagens nas redes sociais e lançou três filmes de animação que contam histórias reais de crianças fugindo de conflitos e explicam o horror que as colocou nesta situação.

O pedido da agência é simples: mostre um ato de humanidade a crianças e jovens refugiados e migrantes; use a hashtag #actofhumanity para compartilhar histórias e inspirar outras pessoas. Essas ações raramente viram notícia, mas estão fazendo "toda a diferença do mundo" para crianças refugiadas e migrantes. Segundo a chefe de comunicação da agência, o Unicef "quer exibir esses atos de humanidade para inspirar outros e mostrar o caminho a seguir".

A série "Contos que Não São de Fadas", em tradução livre, faz parte da iniciativa deste "ato de humanidade". Uma das histórias que compõem a série, "Ivine e o Travesseiro", ilustra a história verdadeira de uma menina de 14 anos. Depois de uma fuga perigosa da Síria, Ivine se estabelece em um campo de refugiados na Alemanha, onde tem outros desafios. "Malak e o Barco" conta a história de uma menina de sete anos em um barco furado. A terceira animação descreve a história de Mustafa, um menino que após deixar sua casa, se pergunta quem sobrou para ser seu amigo.

Mentes de Ferro defende a criança não importa de onde venham, a religião, a etnia, ou a sua cor. "Crianças são crianças e cada uma delas tem direitos e merece igualdade de oportunidades"- diz Gabriela Hermes fundadora do Mentes de Ferro. Lembra ainda que o Mentes de Ferro é uma Associação com finalidades não econômicas, realiza campanhas de arrecadação de itens de esporte para projetos socioesportivos com sede no Rio de Janeiro e apresenta o conceito de Esporte Sustentável:

Esporte sustentável é aquele que é concebido, praticado, planejado e administrado de forma a atender as necessidades das comunidades no qual está inserido,  ao mesmo tempo em que contribui para melhorar as oportunidades esportivas das gerações futuras. Esporte sustentável é, ainda, aquele que contribui para a justiça ambiental, social e econômica, e cujo alicerce é a integridade do meio ambiente natural, cultural e social onde ele se desenvolve.

 Leia mais sobre o assunto HISTÓRIAS DE CRIANÇAS SÍRIAS: http://extra.globo.com/noticias/mundo/anistia-internacional-diz-que-turquia-envia-sirios-ilegalmente-de-volta-zona-de-guerra-18998988.html