domingo, 17 de março de 2013

MENTES DE FERRO ENTREGA DOAÇÕES A PROJETO EM BÚZIOS



Com slogan  Eu Faço 2016+verde e inclusivo, Movimento carioca promove campanhas de integração social e educação ambiental

Durante a primeira quinzena de março, atletas amadores e empresas contribuíram com a Campanha que beneficiou quase vinte crianças e jovens corredores de José Gonçalves, bairro próximo do centro do balneário de Búzios. O Movimento Mentes de Ferro, idealizador da Campanha Good Fit – treinos e provas com causa, arrecadou mais de quatrocentos itens esportivos, novos e usados, na cidade do Rio de Janeiro. A entrega das doações ao projeto de corrida TriBúzios aconteceu na manhã do último sábado (16/Mar). 

“Good Fit - treinos e provas com causa” é uma mobilização feita pelas redes sociais com o objetivo de arrecadar equipamentos, roupas e acessórios de esporte que beneficiarão, por ano, 10 projetos de renovação esportiva, com sede no estado do Rio de Janeiro.  Good Fit acontece entre os meses de março e dezembro e os pontos de arrecadação são sempre montados nas arenas de provas e competições esportivas oficiais do calendário carioca ou durante treinos em cenários naturais do Rio de Janeiro.  

- Para serem contemplados, os projetos esportivos devem promover, preferencialmente, modalidades olímpicas, ou paralímpicas, e ter sede em qualquer cidade dentro dos limites do estado do Rio. Este ano beneficiaremos mais nove projetos. Em abril, será o Vôlei de Praia, maio o Triathlon, junho Natação em águas abertas, julho Ciclismo durante o Tour do Rio, agosto Basquete, setembro uma exceção para a Corrida de Aventura, outubro Badmington, novembro Natação em piscina e dezembro o Box. No momento, estamos aceitando sugestões para o Good Fit/Ciclismo - detalha a jornalista e membro-fundadora do movimento Mentes de Ferro, Gabriela Hermes.

Em março, a modalidade escolhida foi Corrida de Rua e o projeto beneficiado foi o TriBúzios, com sede no bairro de José Gonçalves localizado nas redondezas do balneário e idealizado pelo multiatleta e treinador esportivo Bernardo Tillmann.

- As doações vão servir para motivar mais crianças e jovens de José Gonçalves a entrarem para o TriBúzios, praticarem esportes e também os valores que ele ensina – declara Bernardo.

O projeto começou com dez crianças, mas no dia da entrega das doações apareceram dezessete. “TriBúzios cresceu só com a expectativa da chegada das doações e espero que em novembro eles já estejam representando o bairro de José Gonçalves na Maratona de Búzios”, diz Gabriela. 

Durante os dias de arrecadação e na entrega das doações o Mentes de Ferro também desperta a consciência ambiental. “Em uma parceria com o Projeto Limpeza Na Praia / Instituto Ecológico Aqualung – IEA distribuímos sacolas e luvas e promovemos um mutirão de limpeza nos locais por onde passamos” – explica Gabriela. 

Em sua passagem por lá, o “Mentes de Ferro” deixou uma mensagem de solidariedade e ecologia: “eles aprenderam de forma lúdica que lugar de lixo é na lixeira e que manter o local de treino limpo beneficia a natureza e o restante da comunidade que terá no TriBúzios um exemplo a seguir” – lembra Jony Rasta coordenador do projeto de corrida. 

Com o sloganEu Faço 2016 + verde e inclusivo Mentes de Ferro tem chamado a atenção do empresariado para a importância das campanhas de integração social e educação ambiental. A megastore global Decathlon que em outubro de 2012 inaugurou sua primeira loja no Rio, na Barra da Tijuca, doou as camisas dos voluntários, dos coordenadores do Movimento, já o Chez Michou recebeu a equipe em Búzios e portal Esporte Essencial, comandado pela ex-remadora Fabiana Bentes, doou material didático sobre Olimpismo e temas atuais entre os jovens.

Todas as etapas das Campanha Good Fit poderão ser acompanhadas pelo programa Multiesportes – sua revista eletrônica para uma vida + ativa no Canal Mentes de Ferro, do You Tube, a partir do dia 20 de março. A Plataforma Audiovisual Mentes de Ferro é uma parceria com a Massa Produtora, dos diretores Daniel Leite da Silva e Leandro Rial, e do jornalista Fabio Adolpho.


 FOTOS: Valéria Muniz e Gabi Hermes


"As doações vão servir para motivar mais crianças e jovens de José Gonçalves a entrarem para o TriBúzios, praticarem esportes e também os valores que ele ensina
Bernardo Tillmann


 






quinta-feira, 14 de março de 2013

MORTANDADE NA LAGOA



ECOBOAT CHEGA PARA ALÍVIO DE ATLETAS E MORADORES

Um caminhão da Comlurb transportou o Ecoboat Ambiental da enseada de Botafogo até a Lagoa Rodrigo de Freitas, na manhã desta quinta-feira (14). A difícil manobra foi realizada às pressas para ajudar a Comlurb na limpeza do espelho dágua afetado pela mortandade de mais de 30 toneladas de peixes, até o momento. O resíduo e o odor, além de afetarem a imagem da cidade e trazerem transtornos à população em geral,  têm atrapalhado também a seletiva que definirá os remadores olímpicos que nos representarão em 2016.









 Fotos: Gabi Hermes/Mentes de Ferro


 Segundo a Secretaria municipal de Meio Ambiente, a mortandade teve origem na enorme quantidade de matéria orgânica levada pelas chuvas dos últimos dias. Esse material em decomposição absorve o oxigênio que mantém a vida aquática, afetando os peixes.

Apesar de a Comlurb manter um barco com a mesma função que o Ecoboat na Lagoa, o mesmo não foi capaz de dar conta da limpeza sozinho. “O Ecoboat é uma embarcação fabricada com aço carbono. Seu projeto naval permite navegar com até meia tonelada (500 a 800kg) de resíduos de uma só vez sem afetar a segurança dos tripulantes” – esclarece o Coordenador de Operações do projeto, Lourenço Ravazzano.

“Os peixes mortos ficam boiando na água e acabam agravando a falta de oxigênio, num ciclo cada vez mais difícil de combater” – alerta o treinador da equipe de remo do Batafogo, Edson Salles (29). Em meio aos peixes mortos e o terrível odor, todos os melhores remadores do país disputam esta semana a seletiva para escolha da seleção brasileira olímpica de remo. “Que estas condições hoje sirvam de alerta aos governantes” – reforça Edson.





 Fotos: Gabi Hermes/Mentes de Ferro


  - Esta situação nos locais de esportes aquáticos é um problema gravíssimo para uma cidade que vai sediar as Olimpíadas em 2016, além de prejudicar os moradores e a imagem do Rio como polo turístico - reforça o coordenador, Lourenço Ravazzano.


O coordenador estima que o Ecoboat tenha retirado aproximadamente duas toneladas de peixe neste primeiro dia de operação do barco na Lagoa. "Cada braçada da pá coletora pode erguer cerca de 150kg de resíduos e hoje foram 12 então a gente calcula 1800kg de peixes mortos retirados pelo Ecoboat" - diz Ravazzano.



A primeira base de coleta de lixo flutuante da Baía de Guanabara fica na Enseada de Botafogo. Com o apoio da iniciativa privada e do governo o projeto Ecoboat espera instalar mais rapidamente uma base operacional definitiva na Lagoa. Outras bases em áreas estratégicas também ajudariam a diminuir o lixo que chega nas praias da Zona Sul, como por exemplo bases em São Gonçalo, Magé, Paquetá, a APA (Área de Proteção Ambiental) de Guapemirim, os municípios de Duque de Caxias, Alcântara, entre outros.