quarta-feira, 18 de março de 2015

TV Record grava com Mentes de Ferro

Matéria da TV Record mostra a dificuldade de conseguir uma simples placa sinalizadora para evitar roubo e furto das bikes doadas para projeto de esporte que atende crianças de escola pública na Lagoa.
A 2ª edição da Campanha Mentes de Ferro Bike Friendly coletou 19 bikes nos prédios com bicicletários e doou as magrelas para o Projeto Social da Assessoria Tribus Adventure, coordenado por aquele Bernardo Tilmmann que tinha a ideia de realizar tal projeto, mas não tinha tempo. A Campanha ganhou um nome - Bike Friendly (amigável com a bicicleta) – e novo formato. Coleta e doa, mas tem que consertar as bicicletas para o esporte e que sejam por novos mecânicos formados para atender especificamente a Campanha e trabalhar quem sabe em uma multinacional.


A mega store de esportes DECATHLON da Barra da Tijuca quer empregar jovens dos projetos e comunidades apoiadas pelo Mentes de Ferro, ensiná-los a trabalhar na oficina de bikes da loja e nos dias de folga exercer a solidariedade consertando as magrelas para a alegria da garotada do Projeto Tribus.
Qualquer um pode ajudar com doações de tempo e equipamentos. O conserto das bikes requer os seguintes equipamentos e ferramentas:
·        20 cabos de freio
·        20 cabos de marcha
·        1 rolo de conduítes
·        3 selins
·        20 correntes comuns 114
·        20 correntes de marcha 116
·        2 WD 40 lubrificante spray
·                   2 tubinhos de óleo para correntes
Outra preocupação do Mentes de Ferro é com o local onde essas bikes estão guardadas. “Foi um esforço coletivo imenso para retirarmos as 20 bikes do prédio e levarmos até o projeto social Tribus, localizado próximo ao Parque da Catacumba, colado na ciclovia da Lagoa Rodrigo de Freitas. Seria frustrante para todos, principalmente para as crianças, vermos bikes sendo roubadas ou depenadas”- alerta Gabriela.
Mentes de Ferro já enviou ofício para Secretaria de Ordem Pública no início de fevereiro, no qual solicitava instalação de uma placa sinalizadora com dizeres que informassem sobre a existência de um projeto social no local. A SEOP indicou o caso para CET-Rio e Sub Prefeitura da Zona Sul. Ambas já receberam ofício, e e-mail, sobre a solicitação. Também foi enviado ofício para a Secretaria de Meio Ambiente que cuida de instalações de bicicletários na cidade. Nenhuma das entidades se manifestou até o momento.
A solução para armazenar as bikes também foi pensada usando um container de segunda mão doado por alguma empresa, uma envelopagem daria identidade visual ao projeto e todos que apóiam.
COMO SURGIU A CAMPANHA BIKE FRIENDLY?

Com tantos atributos e ciclovias para elas é triste vê-las abandonadas, esquecidas, sem vida, penduradas sendo deterioradas pelo tempo e ferrugem nos bicicletários dos prédios residenciais do Rio de Janeiro.
Uma associação inovadora que apóia projetos e escolinhas de esporte ouviu de um dos seus parceiros Bernardo Tilmmann, Ultraman e empresário, a solução para este descaso com as magrelas. “A gente escuta as ideias da comunidade esportiva o tempo todo, propaga isso para inspirar outras pessoas a saírem da zona de conforto, elas só criticam de braços cruzados, tem que fazer a diferença também” – lembra Gabriela Hermes fundadora do Mentes de Ferro.
O Brasil atualmente mobiliza os investimentos no esporte para a construção de estádios, obras superfaturadas e para a realização dos mega eventos esportivos. Este grupo atua no micro, reconhece o esforço de quem ta na base da pirâmide do esporte e que aos trancos e barrancos leva o esporte para todos. A UNESCO já havia mencionado o esporte como um meio de educação integral do indivíduo na Carta Internacional da Educação Física e do Esporte, publicada em 1978. A partir deste documento nasceu o Movimento Esporte para Todos e a Lei Pelé (9.615/1998) definiu as três dimensões da pirâmide esportiva: Esporte Educacional, Participação e Performance.
É na base da pirâmide do esporte que Mentes de Ferro atua, concretiza idéias como a da Campanha Mentes de Ferro Bike Friendly Brasil (MFBF/BRA) e a Campanha Passe de Sonho – treinos e provas com causa e gera integração social. Fácil não é para ninguém, mas eles criaram uma Metodologia de trabalho e assim tiram as idéias do papel.
O trabalho começa com uma pesquisa e mapeamento das modalidades que serão apoiadas no ano. Depois, o grupo vai a campo conhecer o projeto, saber quem, quando e como nasceu aquela escolinha, quantas crianças atende, como se mantém, quais as dificuldades, modalidades, faixa etária e o principal: que materiais esportivos estão precisando. Além disso, faz assessoria de imprensa gratuita para o projeto apoiado. Uma oportunidade para novos patrocínios, foi o que aconteceu com o time de futebol de Bancários – Ilha do Governador – hoje, patrocinado pelo Iate Clube Jardim Guanabara.
Com as informações, fotos e depoimentos é lançada nas redes sociais, sempre com o apoio da imprensa a Campanha que melhor atender àquele projeto (Passe de Sonho, ou, Bike Friendly – a primeira arrecada roupas e acessórios esportivos, a segunda coleta as bikes abandonadas nos prédios.
*O esporte sustentável é aquele que atende às necessidades da comunidade esportiva atual, enquanto contribui para o melhoramento das oportunidades esportivas para todas as gerações futuras, e à melhoria da integridades do ambiente social e natural, do qual depende. 

Nenhum comentário: