quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

TUDO SOBRE A CONQUISTA DO 4º LUGAR NO ULTRAMAN FLÓRIDA 2015

Empresário, empreendedor social, triatleta e agora

UltraMan 


Por Bernardo Tillmann 

Nos últimos meses, mais exatamente desde maio de 2014, após ser aceito junto com o meu grande amigo e atleta Diogo Menegaz para participar do meu primeiro Ultra Man voltei a sentir aquele medo que acelera o coração e faz vc se sentir mais vivo do que nunca. Foram muitos e muitos treinos com meus alunos e amigos, muitas e muitas horas de companheirismo e comprometimento. Em um piscar de olhos lá estava eu, de braços dados com outros 40 atletas que nunca vi na vida, mas com tantas coisas em comum para encarar um dos maiores desafios de nossas vidas.
Dia 1 (10km natação + 150km bike): O medo dos crocodilos, do frio (2 graus), da temperatura da água do Lago (15 graus) - tudo foi esquecido após a largada. A organização por segurança decidiu atrasar 2h a largada por conta do frio. Começamos as 9am. Os 10 km de natação foram concluídos em 2h56' graças ao meu super apoio e guia no caiaque, Rafa Clemente, que cravou 9.960m no garmin e forneceu minha hidratação e alimentação, enquanto eu nadava e via outros atletas muitas vezes fazendo ''retas'' totalmente diferentes das minhas a cada bóia. Eu levantava a cabeça e o Rafa confiante falava: Vem comigo e eu fui... fui o quarto a sair da água! Na transição para bike Su (Lindinha), Lívia e Juan fizeram tudo para mim, tiraram a roupa de borracha, pegaram a bike e me vestiram. Nunca foi tão fácil uma transição, fiquei até perdido com tanta ajuda... Peguei minha bike e fui encarar os ventos da Flórida que não paravam um segundo sequer, mas por sorte não sopraram com toda força. Após um pneu furado e a bomba de mão quebrar (lá se foram 10 minutos...) consegui completar em 7h51'. O 1° dia foi concluído na quarta posição geral.
--
Dia 2 (276km de bike): Largada as 7am e mais uma vez com muito frio. Dessa vez iríamos enfrentar não só o vento, mas tb as subidas de Clermont na segunda parte da prova (sim a Flórida tem MUITAS subidas). Me sentia forte e mesmo controlando o ritmo estava entre os primeiros no início do percurso, até um pelotão com 25% dos atletas me passar a 40km/h. Acreditem mesmo sendo proibido até no Ultra Man tem vácuo! Continuei no meu ritmo e perdi todos de vista. Fiz minha prova e curti cada paisagem e infinitos encontros com meu super apoio (Su, Lívia, Rafa e Julinha) que estiveram compartilhando todas as emoções durante o percurso. Após 9h19' de prova, com muitas pedaladas, sorrisos, sofrimento, muitas comidas e hidratação terminei o 2° dia em 6 ° lugar e 5° no geral (acumulado dos dois dias).
--
Dia 3 (84km de corrida): Largada as 6hs e mais uma vez muito frio. Dessa vez largamos de Clermont e as subidas estavam espalhadas durante todo o percurso, concentrei na minha sensação de esforço e corri em um ritmo constante o tempo todo. Aos poucos fui me sentindo melhor e graças ao meu apoio, que me manteve hidratatado e alimentado durante todo o percurso, consegui manter um ritmo constante até o fim. Como não podia ser diferente, o calor resolveu aparecer no último dia e foram necessários nada mais nada menos que 60 garrafinhas de água e muitos sacos de gelo para manter minha temperatura ''equilibrada'' durante as 8h10' para enfim completar meu primeiro Ultra Man, cruzando a linha de chegada com a minha pequena Júlia e o meu "crew".
Indescritível o evento, a organização, os voluntários, o clima da prova é tudo sensacional! Todos os atletas exaustos após completarem o desafio continuaram na chegada torcendo até o último atleta do dia alcançar a linha de chegada antes do tempo limite (foram somente 9 segundos esse ano). It´s all about Aloha (amor), Ohana (família), kokoa (ajuda)!!!
Obrigado a todos que torceram e me ajudaram: familiares, amigos, alunos, professores Tribus, Sergio (bibi), Drica, Track & Field, 3shop, Nuno, Daniel (Ridley), Sam, Luan, Carla Moreno, Ane, Guilherme Ferreira, Pati, Carson, Consuely Sway, Dave Scott, karl, Erin, Don, Juan, Joao Felipe Franca, Claudio Gil, Juliana Nogueira SoeiroDiego Kadlec, Alex, Laia, Raquel, Carol, Diogo Menegaz e todas as outras pessoas que me ajudaram nesse período e durante toda minha trajetória.
Um agradecimento especial a minha equipe de apoio Rafa e Lívia (you are awesome!) e meus eternos amores Su e Julinha por compartilharem e apoiarem nossas crazy loucas maluquices!
Muito orgulho em fazer parte de um seleto grupo de 740 pessoas no mundo que sentiram a verdadeira sensação de cruzar essa linha de chegada, mas principalmente em poder dividir e passar essa experiência para o resto de nossas vidas.
I would like to thank everybody that made my dream come true!

Nenhum comentário: