terça-feira, 11 de fevereiro de 2014

MUITO ALÉM DA PERFORMANCE

Centro de Educação Física e Desportos da PMERJ organiza provas de Triathlon no Rio

Centro de Educação Física e Desportos da PMERJ (CEFD) - localizado no bairro de Jardim Sulacap, próximo a BRT Transolímpica - tem quadras poliesportivas, pista de atletismo, dois campos de futebol, piscina e treinadores ávidos por fazer muito mais pelo esporte e que já organizam competições como o Short Triathlon Cross Country (STTCC-PMERJ) com o objetivo de integrar as entidades responsáveis pela Segurança Pública do Estado do Rio de Janeiro, as Forças Armadas e a sociedade civil.

Em sua quarta edição a prova reuniu na manhã da última quinta-feira cerca de 200 participantes. Entre eles estavam membros responsáveis pela Segurança Pública do Estado do Rio de Janeiro, das Forças Armadas, empresários e sociedade civil. A equipe do Mentes de Ferro conheceu o CEFD e foi convidado a participar da prova.
Mentes de Ferro é uma Associação De Base para o Esporte Sustentável (DEBEST) e trabalha com três programas: 1) Esporte Educacional 2) Capacitação para os Negócios do Esporte, Turismo e Lazer e 3) Programa Cultural Mentes de Ferro. Com fins não econômicos, Mentes de Ferro usa a força mobilizadora do esporte para passar mensagens de preservação ambiental e valores olímpicos e assim envolve empresas, governo e sociedade em Campanhas como a GOOD FIT – TREINOS E PROVAS COM CAUSA (uma mobilização na internet para arrecadar itens esportivos semi novos que atletas amadores e profissionais não usam mais, ou novos, junto a lojas de material esportivo e órgãos oficiais de esporte. As arrecadações acontecem durante treinos e provas do calendário da cidade ou criados pelo Mentes de Ferro em locais de prática de esporte, lazer e turismo na Cidade do Rio de Janeiro. As doações arrecadadas são destinadas a projetos de esporte de base já existentes no estado) e a MENTES DE FERRO BIKE FRIENDLY BRASIL que arrecada bicicletas abandonadas e sem uso, em prédios com bicicletários, na Zona Sul , Tijuca e Barra repaginando-as e transformando-as para o esporte. Confira o Documentário sobre a Campanha MFBF-BRA/2013

Leia o relato da equipe do Mentes de Ferro: “Eram 7h da manhã quando chegamos à Praia de Barra de Guaratiba, local de largada desta prova que tem a distância de 750 metros de natação no mar, 20km de pedal e 5km de corrida. Era só Gabi Hermes de mulher! “Fé na figa e pé no turbo”, como diria uma das doadoras do Mentes de Ferro Lucina Lovisi, atleta de natação e Gestora Ambiental. 

Faltando instantes para a largada apareceram mais duas mulheres. Uma delas faria só a natação e a outra participaria da prova toda também. Então, “GO hard or GO home” diria a Lu. “Se estou aqui, se venci a inércia das competições que deixei de participar em 2013, “não pode borrar a tanga”, tem que dar o melhor” – disse nossa presidente e fundadora Gabi.

Aqui vale lembrar que a BUSCA PELA EXCELÊNCIA é um dos cinco valores educacionais do Olimpismo, seguidos pelo Mentes de Ferro, originados a partir dos princípios da Carta Olímpica, e nos inspira a  “Devemos fazer escolhas saudáveis e positivas, nos esforçar e fazer o melhor que pudermos em tudo o que realizarmos”. Os outro valores olímpicos são: alegria do esforço- Os jovens desenvolvem e praticam habilidade físicas, intelectuais e de comportamento quando desafiam-se a praticar juntos atividades físicas, de movimentos, em jogos e em esportes;           jogo limpo - aprender a jogar limpo no esporte pode espelhar esse comportamento na comunidade e na vida; repeito e amizade - aceitar e respeitar a diversidade e agir de modo pacífico em um mundo multicultural, promovendo a compreensão e praticando o valor educacional do bom exemplo; equilíbrio entre corpo, vontade e mente - o aprendizado deve ocorrer em três níveis cognitivo (intelectual), afetivo (social/emocioanl), e cinestésico (físico) aprimorando o aprendizado moral e intelectual).

A prova. Ela começou em uma água fria, com cerca de 16 graus, segundo a organização. Sorte e prevenção, como todo carioca, bem sei que no verão temos esta temperatura baixa na água do mar. Levei o long John, na linguagem dos surfistas isso quer dizer roupa de borracha, que protege contra o frio na água, comum também entre os praticantes de natação em águas abertas. Apesar da prova curta, 50% dos competidores usaram a roupa. Ela ajuda a deslizar também.


Entre uma bóia e outra um “vulcão de mer...” (como definiu Valéria, engraçada!) surgia e fazia um redemoinho quente, nadávamos e não saíamos do lugar. Eu achei que fosse o emissário lançando esgoto, eca! mas não senti mal cheiro... algumas pessoas disseram que ali desemboca um rio. Quente? Bem, prefiro acreditar que sim, fiz força para sair logo dali. Força?! Já fui boa na natação quando era do petit do Clube Flamengo, tenho braços fortes e tenho que transformar isso a meu favor. Mas poucos triatletas se dedicam à natação um erro, até entre os profissionais. “Tempo ruim na natação e em tudo”esbravejou meu treinador Bruno Viana. Ele quer 15min nos 750 de natação. Gostei, mas prometi  17min. Rumo à margem novamente, a água voltou a ficar gélida. Não conhecia minha adversária, perguntei à Valéria: “alguma mulher saiu da água?” Não.

Antes da largada ensinei à Valéria como tirar de mim a roupa de borracha, pois tinha uma lona esticada no chão, uma logística comum em provas de Triathlon. As lonas servem para que o atleta deite e alguém puxe rapidamente a roupa de borracha pelas pernas. Mas quando eu ia chegando correndo da natação para entrar na área de transição, (T1) alguém estava recolhendo a lona e a cara da Valéria ficou como? Muito engraçada!! ela foi salva pela Bárbara que lembrou da toalha do Mentes de Ferro. Staff em sintonia.


Sapatilha, capacete, óculos, pedal, subidas, quebra-molas e rua esburacada. Melhor seria fazer esta prova com a “pink magrela”apelido que dei a minha bike de Triathlon (TT), mas me avisaram que o chão era esburacado, com quebra-molas e resolvi poupar ela e a minha coluna. Fui de Mountain Bike(MTB) mais pesada, mas garatiria maior conforto para minhas companheiras hérnias de disco em um terreno assim.  Sei que pedalo 20km em 40 minutos e consigo chegar a 1h13 no pedal do olímpico (40km) apesar de estar ainda buscando estas performances de novo eu estava motivada. Apesar de difícil, este início de fevereiro de 2014 foi o que me motivou a honrar o compromisso de ir à prova e dar o meu melhor, neste momento. 




O evento acontecerá novamente em novembro deste ano e é uma realização CEFD-PMERJ, com apoio do Mentes de Ferro, Decathlon-Barra, ONG Gente Brasil, FETERJ, COE, X3M, Tri Shop, Curso Praticar e Skill Idiomas. 

“O esporte é direito de todos e queremos garantir um ambiente mais saudável não só para a corporação, mas para toda a população. Convidamos o Mentes de Ferro porque se preocupa em levar o esporte para todos como forma de educação acima de tudo e porque sabemos da importância de conservar o ambiente para praticarmos as modalidades” – disse o Capitão Raphael Batista, coordenador da Prova de Triathlon da PMERJ 2013.

O Coronel Ricardo Zugliani, triatleta e dentista da PM participou da prova pela segunda vez e afirmou: “Tenho certeza de que a parceria entre o CEDF da PMERJ e o Mentes de Ferro será de grande valia para todos. Em 2012, fui primeiro colocado na categoria dos Coronéis e quarto no geral entre os PM, mas este ano, foi sangue nos olhos e faca nos dentes, teremos cada vez mais atletas bons participando sejam eles civis ou militares. Mas, ‘temos que ser forte no que acontecer’ ainda mais na presença do Mentes de Ferro” .


Triathlon Cross Country da PMERJ em novembro receberá a Campanha Good Fit

A quinta edição do evento organizado pelo CEFD-PMERJ para militares e convidados civis que acontecerá novamente em Barra de Guaratiba terá um diferencial. Mentes de Ferro apresentará sua Seleção MF de Formação do Atleta Integral e levará ações socioambientais. Policiais Federais, do BOPE, da PM, Guarda Municipal e Bombeiros estarão misturados a 10 atletas participantes da Campanha Good Fit -treinos e provas com causa, realizada ao longo do ano pelo Movimento Mentes de Ferro - esporte e sustentabilidade. Os militares poderão exercer a solidariedade e ajudar esses atletas do futuro! O evento receberá a Good Fit Ciclismo, a Campanha vai arrecadar no local da largada, e da retirada do kit, itens esportivos que os competidores não usam mais e 1 lata de leite em  pó. As doações serão entregues aos operadores do Bike Park do Complexo do Alemão, com previsão de ser inaugurado no dia 30 de março.

CONTATOS PARA PATROCÍNIOS, IMPRENSA E OUTROS:
CENTRO DE EDUCAÇÃO FÍSICA E DESPORTOS: Av. Marechal Fontenelle, 2906 – Jardim Sulacap – Zona Oeste do Rio de Janeiro/RJ - CEP: 21740-001 / E-mail: jd.triatlon@gmail.com               Tel(21) 3357-7810
Resp. pela prova: Cap. Raphael Batista / (21) 7964-5562/ raphaelbatista.pmerj@hotmail.com e 2º Sgt Mauricio Izidorio/ (21) 3357-7810 / E-mail: jd.triatlon@gmail.com
ASSOCIAÇÃO DE BASE PARA O ESPORTE SUSTENTAVEL – DEBEST / Mentes de Ferro

Diretora Executiva: Gabi Hermes (9 9923-0164)/ Diretora Comunicação: Chris Keller (7507-1877)

Nenhum comentário: