quarta-feira, 1 de maio de 2013

LUTO

Movimento Mentes de Ferro - esporte e sustentabilidade 
lamenta a morte do triatleta e dentista Pedro Nikolay (30) na manhã do dia 30/Abril no Rio de Janeiro e se solidariza com os familiares e comunidade esportiva 

Nikolay colidiu com um ônibus enquanto treinava na pista preferencial da Orla da Praia de Ipanema, Zona Sul do Rio de Janeiro. O ônibus cruzou a pista em alta velocidade e, segundo a reportagem de um telejornal local, técnicos apontaram imprudência de ambos, motorista e ciclista.
vídeo publicado 2m Set/2012
Mentes de Ferro nasceu como um movimento da sociedade civil motivado pela morte da triatleta Beatriz Hollanda, oftalmologista, à época com 56 anos. Beatriz treinava ciclismo quando uma carreta a atropelou na Rodovia Federal BR 040, em outubro de 2011. 

Desde então, pensamos em políticas públicas para melhores espaços para esporte e lazer na cidade olímpica, promovendo turismo esportivo sustentável, capacitação de empreendedores comunitários, stewards e inclusão social,
assim nascia a "Operação Esporte + Seguro e Sustentável" .

MISSÃO DA OPERAÇÃO

  • Difundir a cultura multiesportiva e estimular a formação de público para os esportes;
  • Incentivar a criação e manutenção de pólos esportivos que incentivem inclusive a formação
  • de novos atletas base para esportes olímpicos e paralímpicos;
  • Desenvolver negócios no esporte;
  • Promover a integração e convívio social para um verdadeiro legado olímpico;
  • Gerar emprego e renda com a formação de agentes chamados stewards;
  • Atender às demandas de quem pratica esporte e lazer na cidade por confort and safety.

Com os últimos acontecimentos decidimos antecipar nosso planejamento e  direcionar também nosso foco no desenvolvimento e implementação desta Operação. Nosso primeiro passo foi tornar público a existência desta iniciativa.


A OPERAÇÃO ESPORTE + SEGURO E SUSTENTÁVEL contempla:

- Uma ampla estratégia de Comunicação e Sinalização para permitir a implementação da Operação;
- Campanhas de conscientização, educação no trânsito e construção da cultura olímpica, para mudança comportamental e criação de um “novo nível mental”¹ na população (¹Phd. Eco-UFRJ Evandro Euriques);
- Capacitação antecipada de agentes de informação, segurança e sinalização, os chamados stewards (agentes usados em Jogos Olímpicos) para trabalharem na Operação. Eles deverão ficar posicionados nos entroncamentos e em locais de maior periculosidade para atletas, e pessoas que praticam esporte
e lazer nos pólos esportivos e turísticos. Este item deverá integrar comunidades próximas e gerar emprego e renda, além de aproximá-las do esporte;
- Conexões intersetoriais: Guarda Municipal, CET-Rio, Bombeiros, SEBRAE, Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, concessionárias, comunidades e os membros da comunidade esportiva.


Nenhum comentário: