terça-feira, 2 de outubro de 2012

Prainha certificada

Santuário dos surfistas no Rio de Janeiro, a Prainha, poderá ter a bandeira azul hasteada e passará a integrar um catálogo de praias de todo o mundo indicadas ao programa.
FONTE: http://oglobo.globo.com/rio/prainha-candidata-estrela-internacional-6265241#ixzz28CdGH8Ai

FOTO DE O GLOBO - Custódio Coimbra

DE O GLOBO -" RIO - Está tudo azul no paraíso dos surfistas. Com 600 metros de extensão e uma rica e ainda preservada vegetação de restinga, a Prainha foi uma das escolhidas pelo júri do programa Bandeira Azul como candidata a receber o certificado internacional de excelência. No Brasil, apenas a Praia do Tombo, no Guarujá (SP) e a Marina Costabella, em Angra, têm o selo, que é concedido apenas a praias urbanas que atendam a critérios específicos, como balneabilidade e a existência de projetos de educação e gestão ambiental".

Abílio Arantes é presidente da Federação de Surf do Estado do Rio de Janeiro (FESERJ) e se dedica junto à comunidade esportiva local a preservar a Praianha. Ele alerta para os impactos ambientais do lixo: "o lixo mata a fauna e a flora marinha e ainda pode atrapalhar a áreas de competições esportivas  na cidade olímpica!"
 FOTO DIVULGAÇÃO MENTES DE FERRO
Outro grave problema apontado pelo surfista é a colocação de  redes de pesca ilegais próximas à arrebentação, que podem chegar a 18km, como a que foi recentemente coletada mês passado (julho/2012) em Arraial do Cabo, cidade localizada na Região dos Lagos, litoral norte do Rio de Janeiro. Abílio não tem dados sobre afogamentos provocados por redes no Rio. Mas lembra que no Sul do país a surfista Renata Turra Grechinski foi vítima fatal da pesca clandestina enquanto surfava no Litoral do Paraná, e que mergulhadores cariocas já relataram acidentes do tipo. A morte de Renata foi publicada pelo jornal Gazeta do Povo, no dia três de fevereiro de 2012.

DE O GLOBO - "Sônia Peixoto, gerente de gestão de unidade de conservação da Secretaria municipal de Meio Ambiente, constar dessa seleta lista de praias belas e preservadas é importante tanto para divulgar o cenário paradisíaco da Prainha como para reforçar no próprio carioca a importância de continuar cuindando do local."

Com o objetivo de fomentar ainda mais iniciativas voltadas para preservação ambiental dos ambientes marinhos e litorâneos, o Programa Costa Atlântica, da Fundação SOS Mata Atlântica, distribuirá R$ 300,00 mil a iniciativas preservacionistas. Para ganhar os incentivos projetos e entidades envolvidas com o tema deverão se inscrever pelo site HTTP://gerenciasos-ma.org.br ou pelo correio. O edital pode ser lido pelo site: WWW.sosma.org.br.
No início do ano, o secretário estadual do Ambiente Carlos Minc, lançou o “Sena Limpa”, projeto que pretende investir R$150 milhões, até 2014, para despoluir seis praias, na da Zona Sul e a da Bica, na Ilha do Governador. No total existem 184 praias em todo o estado.

DE O GLOBO - "Até o fim do ano, a prefeitura promete concluir uma série de ações para melhorar o acesso, a segurança e o controle ambiental na Prainha. O conjunto de obras, no valor de R$ 500 mil, inclui a implantação de um bicicletário e de uma ciclovia. Todas as modificações fazem parte do documento de compromissos enviados no ato da candidatura, e deverão ser concluídas até 15 de dezembro, prazo estabelecido pelo programa".

Trezentos mil dali, 150 milhões de acolá, outros 500 mil daqui, enfim vamos acompanhar as benfeitorias prometidas!

 

Nenhum comentário: