sábado, 18 de setembro de 2010

DESAFIOS PARA ALCANÇAR A SUSTENTABILIDADE

DOING GOOD, DOING WELL
-fazer o bem, fazendo bem-

- PROMOVER ACESSO IRRESTRITO À EDUCAÇÃO:

1. Inclusão;

2. Voluntariado e doações;

3. Combater o trabalho infantil;

4. Valorizar os professores;

5. Capacitação continuada;

6. 3º setor como plataforma de atuação;

7. Planejar escolas de entorno às atividades industriais, petroquímicas, etc.;

8. Metas de competência coordenadas e convergentes (promovendo capilaridade do conhecimento em escala.

- COMBATER A CORRUPÇÃO E A ILEGALIDADE, DETERMINANDO MODIFICAÇÃO DO MARCO LEGAL, MAIS CONTROLE;

- CONTROLAR IMPACTO NEGATIVO SOBRE ECOSSISTEMAS BRASILEIROS;

1. CONTROLE DE RESÍDUOS;

2. PREVENÇÃO, PRINCÍPIO DA ANTERIORIDADE RACIONAL;

3. PRESERVAÇÃO DAS ÁGUAS.

- APRENDER COM OS CICLOS NATURAIS, DENTRO DO QUAL O RESÍDUO DE UM ORGANISMO CIRCULA ALIMENTANDO OUTROS FORMAS DE VIDA. NA NATUREZA O CICLO É FECHADO DO BERÇO AO BERÇO, NADA SE PERDE OS MATERIAIS FLUEM;

- AUMENTAR A EFECIÊNCIA ENERGÉTICA DAS ATIVIDADES;

- CONTRIBUIR PARA REDUÇÃO DA PEGADA ECOLÓGICA, PASSIVOS AMBIENTAIS E EMISSÕES DE GEE´s;

- EISTEIN – “NÃO É O MESMO NÍVEL DE COSNCIENTIZAÇÃO QUE VAI CRIAR OUTRO” – a importância da conscientização interna, ver funcionários como “apóstolos DA SUSTENTABILIDADE” que disseminam os princípios da marca. Eles precisam ouvir as mensagens sobre a instituição antes que elas cheguem ao mercado “TREINAMENTO DA MENTE, O 4º BOTTON LINE”. AS ORGANIZAÇÕES SÃO MICROCOSMOS DENTRO DA SOCIEDADE. Criação de valor social internamente, por meio da gestão da mente. Ordem na casa primeiro depois externalizar as mudanças.

- COMPROMETIMENTO COM AS PRÁTICAS DO LUCRO TRIPLO (social, ambiental e econômico);

- INTEGRAÇÃO GLOBAL DA ESTRATÉGIA CORPARATIVA DE SUSTENTABILIDADE;

- FATOR GLOBALIZAÇÃO – intercultural management – eficiência da construção de estratégias para sustentabilidade e reputação passam pelo contexto local – identificar as características (necessidades e expectativas do novo público) – abordagem e reconciliação das estruturas institucionais – REVERSÃO DA GLOBALIZAÇÃO -> SER GLOBAL É SER LOCAL.

Fonte: Reputation Institute and Nádia Rebouças

Nenhum comentário: