sexta-feira, 28 de maio de 2010

“Tomamos emprestado de nossos bisnetos este planeta”

Temas emergentes e urgentes:
Por que falar e estudar tanto sobre sustentabilidade e desenvolvimento sustentável?

Como é difícil aceitarmos as mudanças! Sairmos do comodismo, se tudo deu certo até agora, porque mudar? É preciso entender o porquê da necessidade da transformação do modelo de desenvolvimento em descompasso com o meio ambiente, que nos expôs aos cataclismos e põe em risco o futuro das próximas gerações.

Somente o diálogo e as trocas de ideia são capazes de transformar nosso estilo de vida. A nossa rede de relacionamento tem muito valor hoje. As empresas de ponta têm isto como norte, injetado no seu DNA. Se a iniciativa privada dá valor a conscientização do seu papel social, cada um de nós individualmente e em família, também somos co-responsáveis pelos problemas sociais e ambientais.

Se não nos preocuparmos com os temas emergentes e urgentes seremos cada vez mais vítimas de nós mesmos ou estaremos sempre passivos diante das decisões top to down. Temos que buscar informação para nos tornarmos elementos multiplicadores da educação ambiental e de uma forma mais consciente de consumo, que evite desperdícios e exageros e que inclua entre nossas marcas preferidas aquelas que também se preocupem com o futuro da humanidade.

É preciso que se faça isso agora! É urgente! Não porque o planeta vai acabar e sim para nos mantermos vivos, com menos abismos entre os povos e preparar um mundo melhor para as futuras gerações. 

Só o conhecimento é capaz de engajar as pessoas. A sociedade informada e alinhada com os temas atuais é capaz de imprimir ritmo à transformação para uma economia mais verde. Não que tenhamos que de uma hora para outra deixarmos de lucrar, apenas temos que lucrar e consumir de forma mais consciente e igualitária e sustentável.

Estamos falando de: sustentabilidade, desenvolvimento sustentável, atores sociais e responsabilidade social. Como já foi explicado no blog, estes conceitos são discutidos faz tempo. Mas nunca, em momento algum da história eles foram tão relevantes e presentes, sejam pelas mídias sociais ou pelo impacto crescente das atividades econômicas insustentáveis.

Mas por que pensar e estudar tanto sobre sustentabilidade e desenvolvimento sustentável?

Porque somos cidadãos de um dos poucos países que ainda conta com imensas áreas disponíveis para ocupação e com condições de fazê-la. Porque nenhum deles tem tanta diversidade biológica a ser investigada, preservada e aproveitada como o Brasil. E Porque “tomamos emprestado de nossos bisnetos este planeta” e teremos que devolvê-lo em condições para que realizem com liberdade e segurança as atividades futuras.

Essas características posicionam o Brasil como ator importante nas decisões multilaterais na busca por soluções para os descompassos planetários. Para tanto as pessoas tem que estar alinhadas e informadas sobre estes valores.

Leia também outras postagens no blog!

Nenhum comentário: