quarta-feira, 11 de fevereiro de 2015

ESPORTE SUSTENTÁVEL - Seminário na UFRJ sobre legado da Rio 2016

RELATÓRIO DIZ QUE OLÍMPIADAS DO RIO DE JANEIRO NÃO VÃO DEIXAR LEGADO PARA A BAÍA DE GUANABARA



@andrelimaphoto
Laboratório de Sistemas Avançados de Gestão da Produção (SAGE) da Coppe/UFRJ e o Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia em Ciências do Mar promoveram, nesta terça-feira (10/Fev/2015), o 2º Seminário "Baía da Guanabara: situação atual e perspectivas para os Jogos Rio 2016".

O evento foi aberto ao público e realizado, no auditório da Coppe, no Centro de Tecnologia 2,  da Cidade Universitária.


Professor da UFRJ, Rogério Valle e a equipe de técnicos que coordena na COPPE vai divulgar o primeiro relatório sobre o possível legado, ou não, das Olimpíadas em prol da Baía de Guanabara, no primeiro semestre de 2015, um ano antes dos jogos.

Um segundo relatório deve sair durante as Olimpíadas e o terceiro, três anos depois. Assista a reportagem de André Trigueiro para o jornal da TV Globo - RJTV 1

Para o Mentes de Ferro (Associação De Base para o Esporte Sustentável) o conceito de Esporte Sustentável se apóia em quatro pilares:



  • Igualdade – garantia dos direitos das crianças e adolescentes, incluindo o direito à Educação de qualidade e ao esporte para todos;
  • Integridade – reconhecimento da interrelação entre homem e natureza;
  • Oportunidade  –  de desenvolvimento humano
  • Mentalidade – treinamento da mente para tomada de decisões mais saudáveis; sustentáveis e altruístas.


Lembrando que: Esporte sustentável é aquele que atende às necessidades da comunidade esportiva atual enquanto contribui para o melhoramento das oportunidades esportivas para  todas as gerações futuras e a melhoria da integridades do ambiente social e natural, do qual depende – declaração dada em 2012 pelo Cientista Político, o canadense David Chernushenko.


Nenhum comentário: