segunda-feira, 26 de maio de 2014

MAIS DO QUE TIJOLOS E CONCRETOS



EMPREENDEDORISMO E NEGÓCIOS NO ESPORTE
Só recursos financeiros não transformam uma ideia em realidade

A menos de 20 dias da Copa, e a dois anos das Olimpíadas de Verão os projetos de base no Brasil são o maior exemplo de como apenas recursos financeiros não bastam para transformar um projeto esportivo em realidade. 

Trabalhando na base da pirâmide do esporte brasileiro estão projetos de impacto, eficientes e nos quais as parcerias dão certo e a aplicação cirúrgica do parco recurso que sai do bolso de seus próprios fundadores mostram um Brasil onde investir em esporte fica muito além de tijolos, concretos, expressões patenteadas, lucro de Marketing Esportivo ou corrupção.

Doações, solidariedade, gincanas, rifa e financiamento coletivo são algumas das modalidades de economia colaborativa que fazem o esporte ser mais emoção, raça, gana e força do que espetáculo por aqui.

Mentes de Ferro é uma Associação De Base para o Esporte Sustentável que mapeia anualmente alguns desses projetos de base com sede no Rio de Janeiro e os ajuda com doações arrecadadas durante a Campanha Passe de Sonho que realiza junto à comunidade esportiva desde 2012. Até hoje, foram mais de 1.200 itens arrecadados entregues a 5 projetos esportivos totalizando mais de 200 atletas e craques futuros beneficiados. 

A Campanha Bike Friendly arrecadou, em apenas um dia – em dezembro de 2013 - doze bicicletas abandonadas em prédios com bicicletários nos Bairros da Zonal Sul. As magrelas arrecadadas foram entregues ao Projeto Escola do Mar em Rio das Ostras e Búzios, cidades litorâneas do Rio de Janeiro que incentivam o Triathlon e o futebol de base.

Mentes de Ferro quer a partir de agora doar também recursos financieros que são muito necessários para viagens dos atletas para competições e inscrições nos torneios. O projeto foco neste período de Copa do Mundo é o FUTURO RIO BANCÁRIOS (FRB), de futebol de base feminino, com sede no bairro Bancários localizado na Ilha do Governador (RJ).

Perguntado sobre a maior dificuldade que o projeto enfrenta Jair Ferreira fundador do FRB conta que a maior dificuldade é ter lanche nos treinos para as crianças. “Muitas vezes pagamos o café da manha para alunos que não tem o pão em casa. Para participarmos dos campeonatos precisamos pagar 100 reais pela taxa de arbitragem por jogo e geralmente são 07 a 08 jogos e não temos esse valor”.

Mentes de Ferro tenta conseguir, pela primeira vez, doar uma pequena quantia em dinheiro a um projeto participante de Passe de Sonho por meio de um financiamento coletivo, ou crowdfunding, que encerra o prazo de colaboração dia 30. 

Se você ficou interessado em fazer parte disso tudo, fica a dica, acesse: http://benfeitoria.com/passedesonho , escolha uma recompensa e com quanto quer ajudar a realizar este “Passe de Sonho”!
Além de repassar uma pequena quantia do crowdfunding vai viabilizar os eventos de arrecadação dos seguintes itens esportivos para o FRB: BOLAS, COLETES, CONES E BARRINHAS DE CEREAL.

PROJETOS DE BASE QUE VÃO MUITO ALÉM DE TIJOLOS E CONCRETOS

FUTURO RIO BANCÁRIOS - projeto de futebol de base feminino, localizado no bairro Bancários, na Ilha do Governador. Fundado por Jair Ferreira, em 1999. O projeto se mantém por meio de doações. Cerca de 150 a 180 crianças freqüentam o projeto diariamente. A faixa etária varia de 6 a 17 anos para o futebol masculino e no feminino a idade é livre. Para participar do projeto o futuro atleta tem que estar matriculado e freqüentando diariamente instituição de ensino credenciada pelo MEC (Ministério da Educação e Cultura) levar o comprovante escolar e o atestado médico. http://youtu.be/t_gIKIzUzBk
 
SET POINT – Poderia ser na Praia de Copacaban, Ipanema ou Leblon, mas Vôlei de Praia na Urca é sinônimo de “Set Point”, projeto comandado pela ex-jogadora Karina Lins e Silva, contemporânea da dupla campeã olímpica em 1996, Sandra Pires e Jaqueline Silva. Karina superou uma lesão que a tirou, precocemente, das competições em 98, teve que superar obstáculos para garantir que com o esporte as gerações de jovens da Urca ficassem livres das drogas e há 13 anos se dedica a ensinar Vôlei de Praia nas areias do bairro histórico. Apesar de pequenina e de estar no mapa do Programa Sena Limpa, do Governo do Estado em parceria com a Prefeitura do Rio, para despoluir seis das principais praias do Rio até 2014, incluindo a Urca, o local é, hoje, um reduto multiesportivo. - A Set Point possui, atualmente, 120 alunos, sendo 80 das turmas de iniciação e aprendizado, 40 são atletas, dos quais 50% possuem bolsa integral. Todos os atletas competem o estadual nas categorias feminina e masculina – sub 14, sub 15, sub 17 e sub 19” – descreve Karina. http://youtu.be/tVHtpL8pviY
 
PROJETO ESCOLA DO MAR – sede em Rio das Ostras cerca de 15 triatletas de até 20 anos da Escola do Mar que existe há seis anos em Rio das Ostras. O projeto era financiado pela prefeitura local, mas este ano o convênio ainda não fora renovado. Os alunos seguiam com o treinamento de Ciclismo com apenas 7 bicicletas que revezam para treinar até o Mentes de Ferro entregar mais oito bikes arrecadadas nas Campanhas. http://youtu.be/XBIh24DSEZY

 
TRIBÚZIOS – sede em Búzios atende crianças e jovens, entre 12 e 18 anos, moradores do bairro José Gonçalves, em Búzios, e aborda a Corrida como modalidade. http://youtu.be/H1_Us-gkPfM

JARDIM DO AMANHÃ – sede no Morro do Salgueiro mais de 50 brinquedos e roupas, itens foram arrecadados e entregues ao Projeto Jardim do Amanhã (J.A) no dia 3/11 beneficiando cerca de 20 crianças, entre 2 e 14 anos de idade. http://youtu.be/YxC7cfuyZ1s

MONIKE AZEVEDO – Com sede em Iguaba O Projeto da atleta Monike Azevedo Esportes e Valores Olímpicos tem a finalidade de contribuir para difusão e incentivo, em âmbito do território nacional, a prática do triathlon e, principalmente, a detecção de talentos esportivos, propiciando a renovação no movimento esportivo de alto rendimento. Atende cerca de 120 crianças do município de Iguaba Grande. Crianças e jovens entre 12 e 18 anos treinam diariamente. Esses talentos têm representado a modalidade, em competições oficiais em âmbito Municipal, Estadual, Federal e até Internacional. O jovem Princilis Juan, de apenas 17 anos, é um dos muitos destaques do projeto. Ele vem acumulando vitórias e mostra que pode ultrapassar fronteiras. Destaque no triatlo da região dos lagos, ganhou espaço no estado do Rio.


Nenhum comentário: