Responsabilidade Ambiental 1

http://www.parquenacionaldoitatiaia.com.br/
Novamente as questões emergentes, no campo das responsabilidades ambientais e sociais, esbarram nos conceitos. O mau uso dos signos compromete o significado real do conjunto das ações, indispensável à eficácia do processo de geração de impacto ambiental ou social.

Aos conceitos:

Eficiência X Eficácia -
Segundo Peter Drucker ("pai da administração") "eficência é fazer coisas de maneira correta, eficácia são as coisas certas". Em outras palavras, o resultado depende de realizar o processo todo com o máximo aproveitamento. Mais ainda, fazer mais com menos e obter êxito. Dessa forma você, ou a organização, terá sido eficaz.
Recuperar X Restaurar -
Recuperar é limpar sim, mas até um limite. Jamais conseguirás fazer com que algum ecossistema volte ao que era, se um vez ele foi degradado;
Restaurar é atender ao princípio da anterioridade: ser capaz de voltar ao que era.
Prevenção X Precaução -
A prevenção lida com a certeza da ciência, que comprova que o dano será causado;
Por precaução proibe-se até que se prove ao contrário. Tempo para a pesquisa garantir que não haverá dano.
Preservação X Conservação -
Preservar é não tocar, não usar a natureza, não explorar. Área de preservação ambiental, ecossistema ou recurso natural protegido, não será usado, nem mesmo de forma racional e planejada;
Convervar o meio ambiente é usar de modo responsável, sustentável, racional e planejada.

Os conceitos acima - com exceção do primeiro, Eficiência X Eficácia - foram definidos na primeira grande conferência sobre meio ambiente e desenvolvimento, em Estocolmo (1972), que culminou na criação da maior agência global sobre essas questões, o PNUMA (Programa da Nações Unidas para o Meio Ambiente). O evento se baseou no Relatório do Clube de Roma. (veja no blog)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Sistema da economia de materiais

MENTES DE FERRO COMEÇA SUA HISTÓRIA

PROTAGONISMO JOVEM